💙⚓️ SANTORINI ⚓️💙

No primeiro post da série “cruzeiro” falei sobre a cabine: “consegui uma ‘excelente’ (artigos mais adiante vocês entenderão o porque das aspas) cabine“. Eis que é chegada a hora.

A cabine seria excelente se: ela não estivesse bem na frente do navio, se ela não tivesse janela, se… se… se. Tive a “sorte” de cruzar o mar com um terrível maestrale (como eles chamam por aqui) que chaqualhou o navio até não poder mais. Eu estando na frente me senti a noite inteira como em uma montanha russa, sobe e desce, sobe e desce. A água batia na minha janela no momento em que o navio descia de vez e batia na água, e o barulho vocês não fazem idéia.
Nesta hora eu pensei: malditos todos aqueles que fizeram brincadeiras quando eu disse que viajaria de Costa. E imaginei o Jornal Nacional dando o número de Brasileiros mortos no acidente. Só na minha mesa éramos 5, mais 3 cantores que conheci, mais 2 garçons, e por aí vai…

Durante esta noite vi o show da JLo duas vezes, balancei, assisti um filme das antigas, balancei, vi toda a programação do navio, balancei, olhava a cada minuto para o relógio na esperança de que o tempo passasse logo e eu conseguisse chegar à terra firme, balancei de novo e então amanheci com uma cara que vocês podem imaginar.
Às 8:00hs da manhã, graças à Deus, ancoramos. Pois é meu povo, ainda tinha isso, o navio ficou lá no meio do mar ainda, só no balanço. A galera tava tomando comprimidinho para fazer a travessia de 10 minutos até terra firme, pense aí no tamanho do problema! Eu estava na dúvida: ir ou não (medo da zorra). Mas aí pensei: se eu ficar vou balançar o dia inteiro, sofri pra caramba essa noite e não vou ver a tão famosa Santorini? E se eu for vou sofrer 10 minutos indo, 10 minutos voltando e conhecerei este lugar. Decidido: vamo simbora!
Quase dei meia volta quando entrei no barquinho q levava pra Ilha, rapaz o bicho jogava a galera prum lado e pro outro sem dó nem piedade. Foca no horizonte, chama por Deus e rema! E cadê o horizonteeeeeee???????????????
Dramas à parte, eu pisei no chão firme, na terrinha paradinha, oh alívio! E, nada como criar coragem e superar alguns medos. O lugar é incrivelmente lindo! ❤

Na chegada em THIRA a primeira surpresa: a estação dos burricos (ou como a gente fala lá em Tanquinho, dos jegues). Não sabendo da dificuldade do trajeto, afinal Thira se ergue sobre um penhasco de 260 metros, e não tendo muito tempo preferi não arriscar e fui mesmo de teleférico lá pra cima. Dependendo do congestionamento se consegue chegar lá em cima em 30 minutos.
Sentei-me logo em um restaurante para acabar com o mal de mar que eu estava sofrendo, me deliciei com uma saladinha de caranguejo fantástica! Os preços na Grécia são muito atrativos. E depois fui bater perna, explorar os cantinhos desta ilha  localizada ao Sul do Mar Egeu. Santorini na verdade é um vulcão com uma enorme caldeira submersa. O seu arquipélago é o que restou após uma das maiores erupções da humanidade, a erupção minoica, que deu origem a atual caldeira e produziu depósitos piroclásticos com algumas centenas de metros de espessura que recobriram tudo o que restou da ilha e ainda atingiram grandes áreas do Mar Egeu e territórios vizinhos.
A caminhada pelas ruas estreitas de Fira (assim é a pronúncia do nome original) é uma representação típica da característica mais comum das Ilhas Cíclades, as pequenas lojas encostadas umas às outras, as ruas de paralelepípedo, as casas tradicionais com as pequenas varandas azuis e claro, a maravilhosa vista que distingue Santorini de qualquer outra ilha.
Caminhar pela Rua de Ouro, chamada assim devido as muitas joalheiras reunidas, em direção a Firostefani, ou apenas tomar um cafezinho com uma forte dose da vista da caldeira.
Uma visita fundamental nesta parte da ilha é a Catedral Metropolitana Ortodoxa, uma jóia do cristianismo ortodoxo com uma presença dominante sobre a caldeira. A cúpula branca pode ser vista de longe de muitas partes da ilha.
.
greek flag santorini
.
santorini
.
santorini
.
santorini
.
santorini
.
thira santorini
.
santorini
.
santorini
.
santorini
.
santorini
Depois da batição de perna em Thira, pegamos um ônibus para OIA (se pronuncia Ia), porque claro que não poderíamos perder este ícone dos cartões postais não é mesmo?

Geralmente os navios oferecem o roteiro começando por Oia e terminando em Thira, e cá para nós, além de ser um castigo te fazer perder as melhores horas, cores e luz (fotograficamente falando) em Oia, o preço e o oferecido são lamentáveis. Portanto, faça por si só. É super fácil! E divertido, dei muita risada com a galera entrando, entrando, e o buzú ficando lotado, aqueles despenhadeiros no caminho, enfim…

Acho que todos nós já temos Santorini no nosso imaginário: aquelas casinhas brancas debruçadas sobre o mar, contrastando a sua cor com o azul profundo que o Egeu oferece aos nossos olhos. Passear pelas suas ruelas admirando as piscinas com horizonte infinito que praticamente nos permitem debruçar sobre o mar é sensacional!!! ❤

As praias de Santorini não são lá “essa coca-cola toda” no quesito banho. Elas são cheias de pedras e escuras. O legal aqui mesmo é curtir a caminhada e o visual incrivelmente lindo e super romântico, ou, caso a ideia seja se hospedar em Oia (e vale muito à pena) pagar por um hotel que te dê uma das piscinas que comentei acima. Mesmo Thira sendo maior, com mais lojas e restaurantes, eu sinceramente escolheria, sem sombra de dúvidas (sendo bem redundante e enfática), Oia para me hospedar.

Infelizmente as viagens de navio não nos permitem conhecer à fundo os lugares por onde passamos, mas com toda certeza são uma boa opção para nos fazerem criar uma listas de locais aos quais deveríamos retornar. E Santorini é certamente um deles!

.
santorini
.
santorini
.
santorini
.
santorini
.
santorini
.
santorini
.
santorini
.
santorini
.
santorini
.
santorini
.
sea santorini
.
santorini
.
santorini
.
santorini
.
santorini
.
santorini2
.
santorini
.
santorini
.
jegue santorini
.
sunset oia santorini
.
sunset oia santorini.
Nessa altura do campeonato eu já tinha esquecido todo o sacolejo sofrido e o que ainda estava por vir. Santorini foi um colírio para os meus olhos e muito alimento para a minha alma, é um dos lugares a serem vistos antes de morrer. E vá preferencialmente com alguém que você ame ao seu lado, tudo se tornará ainda mais encantado!
Vamos continuar navegando?
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s