Let’s cruise baby! Primeiro porto: Bari – Alberobello!

Depois da passagem do furacão Gell (a minha amiga) pela minha turnê Europeia (risos), e muita batição de perna, eu ainda tinha dias à disposição mas só queria sombra e água fresca, porque cá pra nós, viajar é ótimo, mas cansaaaa…
Mas como não gosto muito de viajar só para me esticar numa espreguiçadeira e tomar sol o dia inteiro, fui fuçar as opções de destinos que me pudessem oferecer um refrescante banho de mar, uma sentadinha na areia para apreciar um pôr-do-sol, e arte, história, cultura e tudo mais que eu adoro quando viajo, além de lindas imagens.
Onde vocês iriam se buscassem por tudo isso? Eu comecei a revirar meus olhos para o outro lado do Mediterrâneo, sim aquele Oriental, coisas muitos interessantes daquelas bandas me permeiavam os sonhos e então decidi: vou à Grécia!
Ah eu também queria ir à Turquia e à Croácia, mas como fazer tudo isso em 8 dias? Pelo mar querida! Revirei a internet em busca de uma excelente oportunidade, eu estava há dias da eventual partida…
Encontrei um cruzeiro com a MSC interessante, que faria os lugares por onde eu gostaria de passar. Acha vaga, controla o budget, tudo se encaixa, vamos lá comprar. Seria fácil se o operador trabalhasse por mais uma hora do dia. E assim, eis que vejo escorrer pelos meus dedos a oportunidade de navegar.
Mas eu sou insistente, e eu queria mesmo ir, e fui procurar tudo de novo. E… achei!!! Não era o mesmo cruzeiro, consegui uma “excelente” (artigos mais adiante vocês entenderão o porque das aspas) cabine, roteiro dentro da minha previsão (com exceção da Turquia), preço dentro do previsto, datas perfeitas, e sorriso no rosto: comprei o pacote em um site de vendas de cruzeiros, e viajaria com a Costa Cruzeiros. Tive praticamente 3 dias para estudar tudo, organizar tudo e viajar!
Este artigo na verdade é uma introdução aos que querem realizar um cruzeiro e não sabem muito bem o que fazer, onde pesquisar, quando viajar, quanto custará…
Eu já tinha feito um cruzeiro pelo litoral Brasileiro com a Royal Caribbean e sabia como funcionava. E uma coisa eu tinha certeza: não estava disposta a pagar caro pela excursões oferecidas pela cia. E foi aí que comecei a pesquisar, e passarei algumas diquinhas ótimas para vocês e que fizeram toda diferença na viagem e no bolso.
Prontos para embarcarem?
 .
COMO CHEGAR EM BARI:
Peguei um trem de Caserta até lá, tranquilo, sem mudanças e barato. Da estação central da cidade até o porto paguei 15 euros ao taxista que me deixou dentro do porto, ao lado de onde fiz o check-in e me informou que o navio da MSC, aquele que eu queria comprar antes, ficou parado um dia sem conseguir chegar ao porto por causa dos ventos fortes e mar agitado. Pensei: ah então tive sorte!l!***
*** aguardem as cenas dos próximos capítulos.
.
O QUE LEVAR NA MALA:
Além de todos os produtos essenciais para ir à praia, chinelos e bikinis claro, é fundamental levar roupas frescas e confortáveis para as caminhadas apressadas dos dias, sapatos confortáveis para os possíveis chãos desnivelados, roupas mais elegantes para as refeições dentro do navio, uma em especial para a noite de gala com o comandante, um casaquinho para aguentar o ar condicionado interno, e os normais produtos que sempre levamos conosco em todas as viagens.
.
COMO PAGAR:
Ao embarcar com a Costa não foi solicitado ainda no porto, como aconteceu com a Royal no Brasil, a caução que nos permite ter o cartão do navio para uso inclusive em pagamentos dentro da embarcação. A bagunça era enorme lá dentro e o tempo de espera longo.
Ao entrar na cabine e ler os panfletos que foram deixados lá dentro entendi que deveria registrar o cartão de crédito nas máquinas espalhadas pelo navio, e assim poderia usar o meu cartão de acesso ao quarto também como cartão de pagamentos internos. Para quem quiser fazer a caução em dinheiro tem que fazer com antecedência, leiam os detalhes no site da cia.
.
EXCURSÕES:
As cias oferecem boas opções de passeios porém caras demais, e sabe como é, um guia para muitas pessoas, aquela correria e no final não conseguimos ver nada. Pesquisei muito antes e já sabia exatamente o que fazer em cada lugar (passarei tudo aqui para vocês). Economizei muitoooooo!!!
.
ALIMENTAÇÃO:
Nos panfletos deixados nas cabines a cada dia constam todas as informações sobre as atividades diárias do navio, dos teatros aos centros de estética, academias e claro, bares e restaurantes. Portanto não tem desculpa para perder alguma refeição ou reclamar de fome, não faltarão opções.
.
BEBIDAS:
Assim que entrei comprei um pacote de bebidas que me oferecia água e drinks em geral, paguei 79 euros e saí de lá com algumas garrafas de crédito ainda. Vale muito à pena pagar pelo pacote, diminuimos os gastos e temos, a cada vez que pegamos algo, um extrato do nosso crédito.
 .
MEDICAMENTOS:
Para quem sofre de mal de mar, essencial levar comprimidos para náuseas, um para diárreia, e para os ansiosos, remedinhos para ter um sono tranquilo. Tentei comprar algo do tipo dentro do navio e acreditem, me pediram 90 euros só para a consulta médica que liberaria uma receita para eu comprar o tal remédio, resultado, preferi sofrer mesmo!
 .
costa fascinosa cruzeiro pela grecia
.
Para quem embarca em Venezia e já chega à Bari para conhecer o lugar, a melhor opção é ir até ALBEROBELLO. ❤
Pela estrada jà se podiam ver as casinhas que são características dessa região da Puglia. Parecem ocas porém feitas com pedras, com tetos escuros em forma de cúpulas (com sinais brancos e grandes desenhados sobre os mesmos, os quais correspondem a um msito de astrologia, magia e superstição) e paredes brancas.
Alberobello está no coração do Vale dos Trulli, a cidade está repleta deles, que são as casinhas que citei acima. Algumas possíveis origens são consideradas, uma delas é a de que essas construções sejam datadas de antes do ano 1500 a.C, quando os clássicos Gregos chamavam de “Tholos” uma cúpula colocada sobre uma tumba dita “Tesoro di Atreo”. Outros, porém, consideram que os Trulli venham do termo Grego Bizantino “Torullos”, com o qual se indicava a sala com a cúpula do Palácio Imperial de Constantinopla.
Esse tipo de construção foi o primeiro exemplo de isolamento términco, mantinham aquecidos os habitantes durante o inverno e os refrescavam durante o verão.
Entrei em uma delas, várias podem ser visitadas gratuitamente (já dentro há uma cestinha com uma plaquinha que diz que doações são bem vindas), os espaços são bem pequenos porém muito bem aproveitados. Me deu meio que a sensação de estar realmente na Grécia, as casinhas brancas, no subir e descer das ruas daquela cidade.
Muitas dessas casas hoje são lojas de souvenirs, restaurantes ou estão disponíveis para quem quiser se hospedar em uma delas, algumas entretanto continuam sendo moradia dos locais.
Almoçamos no Ristorante L’Aratro, tudo muito delicioso, comi um primeiro prato de grãos de trigo com frutos do mar e abobrinha (traduzindo seria mais ou menos: chichi di grano con cozze, vongole, gamberi e zuchine) que estava divino! O atendimento foi bom, está dentro de uma casa típica, se come bem e os preços são ótimos.
Antes de irmos embora entramos em uma loja de biscoitos feitos de amêndoa, antes de compra-los pudemos degustar todos, difícil era decidir o que comprar… Também nessa loja a vendedora nos ofereceu um “Trulli” para dormir, vai o site para que quiser viver esta experiencia: http://www.trulliepuglia.com/
Outra coisa interessantíssima são os apitos feitos em terracota (artesanato típico Pugliese) com formas e cores variadas que emitem sons diferentes quando cheios de água ou secos. Sai de lá encantada querendo levar todos pra casa. Os preços também variam bastante de acorodo com o tamanho e a quantidade de detalhes. Muitos são em formas de animais e cada um deles simboliza algo: dinheiro, amizade, amor, vida longa e etc. Além dos apitos há toalhas feitas manualmente em linho, rendas, bordados e muitas outras opções de lembrancinhas.
Alberobello foi divulgada na lista dos 50 lugares imperdíveis do Paìs, portanto se vierem à região não deixem de conhecer!
.
alberobello 013
.
Alberobello (Bari, Puglia, Italy): Panoramic view of the trulli
.
alberobello 016
.
p1150100-alberobello-trulli-vespa-web
.
alberobello 037
.
alberobello 020
.
Nos vemos no próximo porto!
Ciao!!!
Anúncios

Um comentário sobre “Let’s cruise baby! Primeiro porto: Bari – Alberobello!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s