Núbia

Comecei o dia hoje sem imaginar as grandes emoções que me reservava o final de tarde…Embarquei em uma “feluca” (barco típico da região) e fui até o jardim botânico de Aswan. Praticamente um oásis cheio de frescor no meio do deserto caloroso. Um giro dentro do jardim e depois entrei em outro barco, desta vez a motor, que navegou até a Vila dos Núbios, passando pela Ilha Elefantina. A paisagem é exuberante. Gigantescas dunas de areia dourada, o céu de um azul intenso, o frescor do Nilo, e no decorrer da viagem a surpresa das crianças que se aproximavam cantando ícones das canções de vários países, em suas línguas originais, em troca de caramelos, doces e moedas. Era divertido ouvi-los porém fiquei de coração apertado em ver crianças remando sobre tábuas de isopor, tentando se agarrar nos barcos em troca de tão pouco. 😦

Finalmente chegamos à Vila. Eu do barco já podia ouvir o som dos instrumentos percussivos, e o meu coração Baiano bateu forte!

.
egito 2010 613
.
egito
.
egito 2010 617
.
egito 2010 620
.
egito 2010 622
.
egito 2010 606
.
egito 2010 612
.
egito 2010 646
.
A Núbia sempre foi uma zona de reservas naturais, minas de ouro e produção de incensos. Ao longo do Nilo, na altura de Aswan, desenvolveu uma das mais antigas civilizações da África. Atualmente foram convertidos ao Islamismo, e o Árabe passou a ser uma língua comum entre eles. De qualquer forma, ainda se destacam pelos seus vestidos, danças, músicas, enfim, pela sua cultura.
Os Núbios provavelmente eram filhos de colonos sul-egípcios com escravas nilóticas e formam um grupo étnico do sul do Egito, já na fronteira com o Sudão. Conseguiram manter o cristianismo até o século XIV, através do tratado assinado entre o Egito Islâmico e o Macúrica, sendo então dominada pelos árabes dominantes, mais precisamente pelos Turcos Mamelucos em 1315. Eles foram descritos pelos Egípcios como aqueles da pele mais escura. Os principais grupos são: Halfaweyen, Sikut, Mahas, e Danagla, os quais falam diferentes dialetos.
A Núbia constituiu ao longo de milênios um ponto de encontro entre as civilizações egípcias, os povos negros da África e o mundo Mediterrâneo. Durante nove séculos permaneceu isolada, até que no IV século, após a destruição de Meroé, os Nabateus se estabeleceram na região e se converteram ao Cristianismo. Permaneceram independentes e fiéis à religião até o século XIV.
Durante a viagem até lá podíamos ver alguns vilarejos invadidos pelas dunas, casas que só apareciam os telhados, algumas partes do rio, segundo os guias, eram infestadas de crocodilos. Na vila, subimos a duna para apreciar o pôr-do-sol enquanto os anfitriões preparavam algo para nós. Após o belissímo adeus ao rei, descemos e, sobre as pequenas mesas dispostas sob uma tenda, cheias de almofadas em volta, nos esperavam frutas, chás, narguilê. Fiz uma tatuagem de hena com uma linda nubiana (aliás os Egípcios consideram as mulheres núbias as mais belas). Eles criam crocodilos em tanques como nós temos cachorros no jardim. 😀 Para finalizar, caímos na dança, aos comandos do chefe da Vila, um senhor com seu longo vestido branco, que dançava suavemente, cheio de ginga e carisma. Voltei para o barco contentíssima e mais uma vez realizada.
.

egito 2010 629

.

egito 2010 647

.

egito 2010 654

.

egito 2010 653

.

egito 2010 628

.

egito 2010 656

.

egito 2010 665

.

egito 2010 681

.

egito 2010 680

.

egito 2010 693

.

egito 2010 686

.

egito 2010 688

.

egito 2010 666

.

egito 2010 670

.

egito 2010 675

.

egito 2010 702

.

egito 2010 673

.

egito 2010 679

.

egito 2010 698

.

Anúncios

Um comentário sobre “Núbia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s