As Ruínas de Pompeia.

Como falei no post anterior sobre Napoli, alguns passeios podem ser feitos usando a cidade como base. Um deles é a incrível Pompeia (Pompei em Italiano) e as ruínas desta cidade que foi destruída durante uma erupção do vulcão Vesuvio no ano de 79 d.C.

Há 3 entradas para as ruínas, eu comecei pela Porta Marina, quem vier de trem sai exatamente na rua, caminha menos de 5 minutos até a bilheteria. Logo no inicio do trajeto, podemos ver a rua longa, o “Tempio de Venere” que poderia ser visto do Rio Sarno e do Mar, servia como sinalizaçao principalmente para as navegações noturnas. Foi construido no ano de 80 a.C., quando Pompei se tornou Colônia Romana que o ditador Lucio Cornelio Silla dedicou a Venere, sua divindade protetora, sendo assim chamada de Colonia Cornelia Veneria Pompeianorum.
A “Basilica” tambèm está logo no início desta entrada pela Porta Marina. Ela foi construída na segunda metade do século II a.C. Era onde se administrava a justiça. O que se vê neste ponto são várias colunas, aliás elas são bem comuns aqui. Pelo que ainda restou não conseguimos ter uma ideia de quão belo era o lugar.

pompei11

pompei9

pompei12

pompei10

pompei5

pompei6

pompei8

pompei8

pompei13

pompei2

pompei1

Logo em frente a Basilica, está o “Foro Civile”, que é impressionante! Eu viajo no tempo e me imagino naquela época, as construções são tão suntuosas, em uma época desprovida dos recursos que temos hoje para construir, mas enfim, os caras eram bons.
Foro mede 38m de largura por 142m de comprimento, era um ponto importante, porque nele estavam o centro Político, Econômico, Comercial e Religioso da antiga Pompei. O dia estava ajudando, com um céu azul, um sol agradabilíssimo, e o branco de algumas colunas em contraste com o azul, com o Vesuvio de fundo era realmente encantador. No verão faz muito calor, portaste é importante ter passado protetor solar, usar um chapéu e ter sempre água, não há muitas opções de onde comprar algo para beber no decorrer do trajeto. E outra dica importante também, SAPATOS CONFORTÁVEIS. O chão é bem desnivelado.

A antiga Pompei era famosa pelos seus belos espetáculos teatrais, o que atraía, naquela época, viajantes de vários lugares. Dotada de Teatros, e Anfiteatros, tinha uma estrutura excelente. Até os bares já estavam por lá, em várias vielas ainda podem ser vistos vários deles. A princípio quando vi não entendi bem o que eram aqueles buracos no meio de uma espécie de balcão, só depois lendo o guia fui entender que eram os tais bares.
Assim como muitas outras obras só podem ser entendidas com o auxilio dos guias (claro que digo isso para os leigos, como eu).

Bom…este passeio leva até 6 horas para que tudo possa ser visto, então se eu for falar de tudo que vi lá dentro a leitura se tornará cansativa. Antes de finalizar, digo que vale a pena ver os locais onde há corpos. Algumas estâncias foram fechadas, uns dizem que por precaução para não acelerar a degradação das relíquias, outros dizem que foram ordens da Igreja Católica, já que alguns destes corpos encontravam-se em posiçoes eróticas, e alguns eram homens cometendo adultérios, portanto, nada de querer ver esta parte. Mas algumas outras estão abertas ao público e podem ser vistas.

Muitas pessoas estão mortas próximas à objetos, alguns tentavam durante a tragédia carregar consigo algo de valor, na esperança de sobreviver ao desastre. 
Vale à pena ver também as “Palestras” (academias), o interior das casas, alguns afrescos são bem conservados, os detalhes do interior, a arquitetura e todo o conjunto de coisas que se pode ver neste lugar. Uma aula de história passou na minha mente. 

COMO CHEGAR:


Trem: saindo da Estação Central de Napoli dá para se pegar a linha “Circumvesuviana”. O trem é um nojo, sujo, barulhento, e a plataforma é horrível, inclusive vivemos uma situação meio bizzarra com um grupo de ciganos lá em baixo, e quando tentei chamar a polícia foi meio que um descaso, portanto fiquem alertas, mochilas na frente, anão demonstrem se sentir intimidados.

Carro: é muito fácil chegar até Pompei saindo de Napoli, Salerno, ou alguma outra cidade por perto. Nos finais de semana geralmente tem engarrafamento, o ideal é sair cedo. Há vários estacionamentos na área, o valor médio deles é de EUR 10,00 para o tempo que se precisa para a visita e alguns fecham às 19:00h durante a primavera/verão.

Também dá para fazer um bate e volta saindo de Roma com o trem de alta velocidade até Napoli e de lá o trem local, ou carro como fez a minha querida Claudia do Viajar pelo Mundo.

O valor do ingresso é EUR 11,00 (estudantes de alguns cursos com carteira europeia tem desconto).

Ainda em Pompei há agências que fazem o tour para o Vulcão. Quem gosta deste tipo de passeio super indico, é uma experiência única!

O próximo post é um dos lugares mais lindos que já vi e que amo de paixão!

Arrivederci!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s